Porquê SAEntista?



* Trata-se de um neologismo da autora, que diz respeito ao enfermeiro cientista, estudioso em relação à sua própria ferramenta de trabalho que é a SAE !





Quem gerencia este espaço?



* Dra.Josianne Corrêa Cardoso, Enfermeira em Belém do Pará. Trabalha na área há 16 anos, sendo pós graduada em Oncologia, cursa mestrado em Gestão Pública (NAEA-UFPA)




* Estudiosa no assunto, coleciona livros sobre a SAE e costuma proferir pelestras em locais diversos sobre o tema.





Porquê a criação deste espaço?



* Compreendendo a dificuldade de alguns enfermeiros em adquirir livros sobrea a SAE, aliado à escassez de tempo que eles têm para se desenvolver no assunto, resolveu-se dar esta pequena contribuição, repassando o que se conseguiu aprender ao longo destes anos.



Um abraço carinhoso a todos os visitantes deste espaço!





sexta-feira, 15 de abril de 2011

Redação de Prescrição de Enfermagem

São seus ítens necessários para redigir adequadamente uma prescrição de enfermagem (com meus exemplos, entre parênteses):
1) O que fazer (curativo)
2) Como fazer (sem fricção, com toques leves)
3) Quando fazer (após o banho de aspersão matinal)
4) Onde fazer (na mama esquerda)
5) Com que frequencia fazer (9 horas e S/N)
6) Por quanto tempo fazer ou quando fazer (opcional)
(Tannure, 2010)
É válido ressaltar que ao lado da PE, podemos assinalar entre parênteses o nome do executor (enfermeiro ou técnico de enfermagem). Exemplo:
PRESCRIÇÃO DE ENFERMAGEM/HORÁRIO
- Mudar parcialmente de decúbito a cada hora (TE) 8 9 10 11....
- Passar sonda vesical de demora nº 20, se globo
vesical, anúria e dor supra-púbica (enfº) S/N

2 comentários:

fatima disse...

precisso de um modelo de redaçao cuidados de emfermagen

Susana Viana disse...

Que estranho Josi, aprendi que o enfermeiro não deve auto-prescrever, porque se ele sabe que deve fazer, vai lá e faz! É mais prático. Por outro, lado penso que apesar disso é preciso documentar todas as ações para efeito de respaldo.É isso né?Bjos